Perguntar não ofende. Mas desestabiliza, por vezes. E é também esse, muito provavelmente, o papel da pergunta: fazer sair do lugar habitual; fazer pensar; provocar uma resposta que conduza a uma nova pergunta. E a uma nova resposta. E assim por diante. E é a partir desta ideia do perguntar e do responder que nasce hoje, no Entre | Vistas, a nova rubrica Pelas Lentes da Mafalda Ribeiro. A Mafalda é uma das pessoas mais inspiradoras que conheço, autora, consultora de inclusão e palestrante.

Para um conjunto de perguntas, a anunciar progressivamente ao longo dos próximos tempos, Mafalda Ribeiro dará respostas, prometendo provocar-nos, incitar-nos, contagiar-nos. Todas as perguntas estarão dentro do “chapéu” temático da casa. Esse lugar onde habitamos e somos, de onde viemos, para onde queremos ir, que pode ter distâncias, pode ter muros ou partilhas. Ser próximo. Estar longe. Dialogar ou desencadear conflitos. Construir ou derrubar. Mas aqui será sempre a apologia do seu sentido construtivo que, com as perguntas e as respostas, se privilegiará.

Através desta nova rubrica, Mafalda Ribeiro usará o tom assertivo, certeiro, persuasivo e perscrutador que lhe reconhecemos. Para dar força às palavras e ao seu significado. E às ideias. Ao sentido. Ao propósito de estar aqui connosco. Com as respostas da Mafalda, teremos a oportunidade de voltar à pergunta que melhor nos diz quem somos, por nos dizer como é a casa onde moramos.

Pelas Lentes, que é como quem diz pela sua visão de olhos com óculos, seremos levados a redefinir o nosso papel e o nosso lugar no mundo. E a nossa capacidade de sonhar. Porque como nos disse José Tolentino Mendonça, que ambas admiramos, «o futuro depende da qualidade e da consistência dos nossos sonhos».


Sobre a Mafalda Ribeiro

A pergunta que se faz a ela própria não é «Porquê eu?», mas «Para quê eu?». Endereça a sua maior inquietação à finalidade e à missão. Como quem está ao serviço de. Tem o corpo pequenino de criança que a doença rara congénita Osteogénese Imperfeita (conhecida como a “doença dos ossos de vidro”) lhe legou. A cadeira de rodas que a transporta não é, no entanto, um obstáculo intransponível. É um veículo para chegar mais longe. Possui mais de uma centena de fraturas no corpo de palmo e meio, mas desconcertante, pelo humor, a rapidez de raciocínio e a audácia. É uma comunicadora nata e é chamada a falar como palestrante motivacional, certificada em Storytelling e Coaching Internacional. Se fosse uma música, seria um samba, pela alegria. O batom vermelho é a sua imagem de marca e o sorriso o seu cartão de visita!


+ Informação Mafalda Ribeiro

Entre | Vistas e Mafalda Ribeiro celebram parceria com lançamento da rubrica Pelas Lentes da Mafalda Ribeiro 73

.

error: Content is protected !!